segunda-feira, 9 de junho de 2008

Europeíces

Num interessante artigo, publicado hoje pelo El Mundo na sua edição digital, ficamos a saber que os ministros da União Europeia debatem o aumento do horário de trabalho para as 65 horas semanais. Obviamente, coisa pouca para ser destacada pela comunicação social portuguesa. O El Mundo explica ainda que a delegação espanhola tem conseguido bloquear a alteração dessa directiva com o apoio de França, Itália, Grécia e Chipre. Contudo, explica que com a vitória da direita em Itália e em França o Estado espanhol ficou em minoria e que o governo 'socialista' português se encontra do lado da aprovação da directiva que vai regulamentar o aumento do horário de trabalho semanal. Dá para avaliar o quão de esquerda é o nosso governo.

Também sobre a União Europeia chegam-nos notícias - poucas, mais uma vez - sobre o avanço do 'não' nas sondagens sobre o referendo para o Tratado de Lisboa que será votado na próxima quinta-feira. Parece que o 'não' passou para os 35 por cento e que o 'sim' caiu para os 30 por cento. Naturalmente, as sondagens valem o que valem mas são boas notícias tendo em conta que quem as produz é cúmplice da burguesia europeísta.

2 comentários:

Magnolia disse...

É por causa de posts como este que a "corja" pretende regulamentar os blogues...

Pedro disse...

Claro, temos de contribuir para a paz social...