segunda-feira, 28 de julho de 2008

Cadena SER censura universitário que apoia Hugo Chávez


Uma das principais rádios espanholas, a Cadena SER, promoveu um debate sobre a Venezuela com a participação de duas personalidades com visões distintas da realidade política da pátria de Bolívar. Mas as coisas começaram a dar para o torto quando Carlos Fernández Liria acusou o grupo Prisa - que detém a estação de rádio - de ter apoiado o golpe de Estado contra Hugo Chávez. Então, a jornalista entra em acção e ralha com Fernández Liria, retirando-lhe a oportunidade de falar. Isto, claro, enquanto William Cárdenas debitava disparates sobre o regime "violento" e "anti-democrático" de Chávez.

3 comentários:

antónio m p disse...

Espantoso. E no entanto nada raro na cultura jornalística vigente entre nós, embora a manipulação das intervenções seja mais disfarçada. Relativamente. Por enquanto. Relatar exemplos não seria fazer um comentário, seria escrever outro post se não outro blogue...!

Pedro disse...

Já, por várias vezes, tive a sensação de que falta em Portugal um blogue que, desde uma perspectiva de classe, faça essa análise sobre a imprensa do nosso país. Infelizmente, dado o número de casos de manipulação, há material que chegue para que se faça um blogue dedicado só ao tema.

Orlando Gonçalves disse...

É sempre assim, quando as verdades são ditas incomodam. A verdadeira verdade nunca pode ser contada por isso temos este jornalismo de m....