quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Mentira com toda a dentadura

Durante a viagem pela América Latina dei-me conta das profundas transformações que se dão naquele continente. Agora, chego e vejo que por aqui, infelizmente, não há nada de novo. Por exemplo, o Público segue o seu ritmo produtivo de mentiras como antes. Num dos seus artigos diz que a Venezuela prepara-se para perpetuar Chávez no poder sem explicar que é a União Europeia que tenta perpetuar uma constituição através da sua imposição aos povos europeus. Para que Chávez fique perpetuamente no poder têm de ocorrer duas situações: primeiro que o povo venezuelano vote nele de forma maioritária em todas as eleições presidenciais e segundo que Hugo Chávez tenha o dom da vida eterna. Isto porque a lei eleitoral vai derrubar as barreiras à reeleição de qualquer candidato, seja bolivariano ou opositor, e também porque a lei da vida, essa sim, é limitada. O Público mente com todos os dentes.

Hugo Chávez aceitou a derrota na reforma da Constituição e aceitou a derrota em Caracas nas eleições regionais. Quantos referendos negativos são precisos para que a União Europeia reconheça a derrota da proposta de Constituição Europeia?

4 comentários:

Bruno disse...

Não seria de esperar outra posição por parte de quem simpatiza com as FARC...

Abraço

Pedro disse...

Vejam, leitores! Este é o único argumento sério que apresentam os defensores da União Europeia: tentar conotar-nos com o que chamam "terrorismo" para nos descredibilizarem perante os que nos ouvem. Ou seja, um argumento patético e deslocado da discussão. Conseguem argumentar que Hugo Chávez é um ditador? Não! Conseguem argumentar que a União Europeia não tenta de forma ditatorial impor uma constituição? Não! Simplesmente, dizem que simpatizo com as FARC...

Dalaiama disse...

É tudo exactinho, é que são mesmo ali as verdades onde têm que ser!!!
Belo post ;)

Dalaiama disse...

Bem, eu vou saltar isso das FARC que não me diz respeito :p
Reafirmo a minha total concordância com o Pedro porque neste blog é tudo exacto.
Por muitas e boas razões sou simpatizante do Chavez. Aquele homem é o máximo! Então e esta de hoje completar dez anos no poder?! Espectacular!!! Parece que ainda foi ontem...
E para comemorar como deve ser instituiu o dia 2 de Fevereiro como feriado nacional!
É a transformação social a galope!
O que custa à direita é que Hugo Chávez é um autêntico democrata.
Para aqueles que acreditam que todos os processos devem receber a bênção do sufrágio para serem chamadas de democratas, lembremo-nos de que o Hamas, já agora, teve órgãos e dirigentes do governo bombardeados, sequestrados e assassinados, mas o HAMAS FOI ELEITO (DEMOCRATICAMENTE até, como gostam de dizer).
Hugo Chávez é um grande democrata. Tal como Fidel e Che, tem carisma. Tem mística. Pois que fique o máximo possível.