sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Obama igual a Bush

O governo dos Estados Unidos afirmou esta quinta-feira que o seu homólogo colombiano respeita os direitos humanos e que por isso o Congresso norte-americano pode autorizar as verbas destinadas às Forças Armadas da Colômbia. Penso que, com isto, está tudo dito sobre a seriedade e a suposta honestidade do presidente Barack Obama perante quem a social-democracia europeia se ajoelhou. Mas também está tudo dito sobre o seu carácter democrático. Depois de todas as contradições na avaliação dos Estados Unidos do golpe de Estado nas Honduras, o Comando Sul das Forças Armadas norte-americanas vai realizar manobras militares conjuntas com as sua congénere hondurenha, protagonista da acção fascista que derrubou o legítimo governo de Manuel Zelaya. Isto depois de Washington ter afirmado, no mês passado, que suspenderia toda a cooperação militar com o golpista Micheletti. Palavras para quê?

3 comentários:

Fernando Samuel disse...

Na Colômbia os «direitos humanos» cheiram que tresandam...

Um abraço.

Membro do Povo disse...

Que mudança hã?

Luís Rocha disse...

É preciso passar a palavra sobre isto. A Colômbia é uma das Ditaduras mais sanguinárias de sempre.

O Imperialismo não muda com a eleição de um presidente, isso já se sabe. Mas ainda há muita gente iludida.