terça-feira, 11 de agosto de 2009

E quando a corja topa da janela...

Ontem, o blogue 31 da Armada içou a bandeira da monarquia portuguesa na Câmara Municipal de Lisboa. Muito próprio de um país que vive ventos muito diferentes daqueles que sopraram entre 1974 e 1975. Voltaram os empresários, os torturadores e os bombistas, que em muitos casos são as três coisas. As televisões promovem concursos e telenovelas que destacam ditadores de outros tempos. A extrema-direita ameaça e agride. Um ex-membro da União Nacional que é presidente da Região Autónoma da Madeira propõe a criminalização do comunismo e a direita parlamentar aplaude lado a lado com directores de importantes jornais e revistas. Caem cargas policiais sobre os trabalhadores, são detidos sindicalistas, julgam-se jovens comunistas e antifascistas por pintarem murais. Monta-se um gigantesco aparelho de vigilância sobre os cidadãos com a colaboração dos operadores de telecomunicações. Ameaça-se com a criminalização da apologia do "terrorismo". E que outra opção nos sobra senão a luta?

5 comentários:

Fernando Samuel disse...

Lutar, lutar sempre,é de facto a única opção.

Um abraço.

Anónimo disse...

Foi, de facto, um triste acto movido por um qualquer "Teddy Boy" da linha do Estoril, com aquele ridículo capacete do Darth Vader.

Em resposta à provocação, devia-se criar um grupo chamado "Blog 5 de Outubro" e como primeira medida, substituir todas as bandeiras monarquicas erguidas em qualquer edifício por bandeiras da República.

Dalaiama disse...

Lutar sempre!!!

Levy disse...

Eu não sei onde é que você v~e cargas policiais sobre os trabalhadores. Diga-me lá 1.

Pedro Bala disse...

Não lhe dou um exemplo. Dou-lhe vários: Sorefame/Bombardier, MB Pereira da Costa, Valorsul. Chega ou quer mais?