domingo, 28 de junho de 2009

Apelo a todos os blogues! Solidariedade com o povo hondurenho!

Pedimos a todos os blogues que se unam à solidariedade com o povo hondurenho e que ajudem a romper o bloqueio informativo sobre o que se passa naquele país. Publiquemos este comunicado e divulguemo-lo entre os blogues amigos. Alerta que caminha a espada de Bolívar pela América Latina!

Este blogue condena o golpe de Estado nas Honduras e solidariza-se com o povo hondurenho e com o legitimo presidente Manuel Zelaya. Nesta madrugada, um grupo de militares golpistas invadiu a Casa Presidencial e sequestraram o presidente daquele país. A ministra hondurenha dos Negócios Estrangeiros e os embaixadores de Cuba, da Venezuela e da Nicarágua foram sequestrados à margem da convenção internacional que protege e dá imunidade aos diplomatas. Os militares ocuparam as ruas e avenidas das Honduras. Ocuparam os meios de comunicação social e cortaram a distribuição de electricidade.

Esta foi a resposta da oligarquia à vontade do governo de convocar uma consulta popular para abrir uma Assembleia Constituinte que tomasse o povo hondurenho como protagonista da sua própria história. Manuel Zelaya pagou o preço de ter decidido seguir o caminho de uma verdadeira democracia. O golpe de Estado é tão ilegítimo que a Organização dos Estados Americanos e a União Europeia já condenaram aquela acção. Manuel Zelaya foi eleito pelo povo hondurenho em 2005 e o seu mandato termina no próximo ano.

Todos recordamos o golpe de Estado contra Salvador Allende e o povo chileno. Os militares liderados por Pinochet e pela CIA afogaram o Chile em sangue. Todos recordamos o golpe de Estado executado pela oligarquia venezuelana com o apoio do imperialismo contra Hugo Chávez e o processo bolivariano. Foi derrotado pela acção do povo venezuelano. E esse exemplo ecoou por todos os países da América Latina que nestes últimos dez anos decidiram segui-lo.

Portanto:

1. Exigimos o respeito pelo mandato do presidente Manuel Zelaya
2. Respeito pela vida e liberdade do governo, de todos os seus apoiantes e dos diplomatas
3. Respeito pela decisão de abrir um processo de consulta popular para constituir um referendo para constituir uma Assembleia Constituinte
4. Um apelo a que os militares estejam do lado do povo, do governo por ele eleito e não do lado da oligarquia e do imperialismo
5. Um apelo à unidade latino-americana em torno de processos democráticas que tenham os povos no centro do poder
6. Que o governo português condene de forma clara o golpe de Estado
7. Que a comunicação social portuguesa apresente as informações sobre os acontecimentos nas Honduras de uma forma objectiva

4 comentários:

Dias Ferreira disse...

Solidariedade com Manuel Zelaya e o Povo Hondurrenho...concerteza vencerão!

A América Latina nova e progressista saberá condenar esta barbaridade!

ComRevDe disse...

Entretanto a Reuters diz que o congresso hondurenho irá votar aquilo que se diz ser a carta de demissão de Zelaya e Chávez afirmou que tem as tropas dispostas a entrar nas Honduras.

ComRevDe disse...

O Congresso Hondurenho acabou de nomear o porta-voz Roberto Micheletti como novo presidente hondurenho.

Aparentemente, a elite política foi lesta na "resolução" da crise. Em perigo de ditadura, atropela-se a democracia.

Anónimo disse...

Confirma-se a cumplicidade das empresas que gerem os meios de comunicação social, tais como CNN e Sky News, com este golpe, provavelmente promovido pelos EUA. O rapto dos embaixadores foi uma provocação, previamente organizada.
A situação nas Honduras está apenas a ser noticiada pela TVE internacional. A CNN e a Sky News preferem dar atenção a outras notícias como a morte de Michael Jackson.
Em Portugal, na rádio África, foi lido um texto de um particular, contra o presidente deposto.
Parece que estamos a ser vítimas de uma desinformação controlada.