terça-feira, 19 de agosto de 2008

Agrários venezuelanos semeiam a morte

Há poucos dias, agrários encomendaram a morte de um velho índio Yukpa, pai do dirigente Sabino Romero. Depois do reconhecimento por parte do governo venezuelano de que o povo Yukpa tem direito às terras que envolvem a Sierra de Perijá, os indígenas reforçaram a luta pelos direitos históricos que lhe correspondem. Contudo, o processo de devolução das terras esteve paralisado e os agrários lançaram a sua raiva incontida contra os Yukpa. Sabino Romero, na fotografia, teve de se esconder e não pôde assistir ao funeral do seu pai.

3 comentários:

Fernando Samuel disse...

Eis os «democratas» que combatem o «totalitarismo», apoiados pelos «democráticos» EUA...

Pedro disse...

Contra a ditadura da burguesia, democracia popular!

Demetrio Stereo disse...

Sabino Vive Vive. la Lucha sigue sigue...