segunda-feira, 13 de julho de 2009

Nota aos leitores

A Rádio Moscovo vai reduzir as suas publicações nos próximos tempos. Entretanto, não deixará de estar atenta à luta dos trabalhadores portugueses, à Festa do «Avante!» e às eleições legislativas e autárquicas. No plano internacional, importa acompanhar o que se passa nas Honduras, vítima de um golpe de Estado, no Irão, onde se tenta subverter a complexa situação política a favor do imperialismo, no Chile, onde o Partido Comunista do Chile fez um acordo com a social-democracia para romper a exclusão daquela organização no parlamento, em Cuba, onde há pouco tempo se purgou, com sucesso, dirigentes corruptos, numa trama que envolve os serviços secretos espanhóis e o representante do comércio basco na ilha, no Afeganistão, onde a resistência faz frente a uma ofensiva a larga escala das forças do imperialismo, em França, onde o social-democrata Partido Comunista Francês pensa constituir frentes unitárias com o esquerdista Novo Partido Anticapitalista. Estes são, sem dúvida, temas para se ir acompanhando e reflectindo. Esperamos os vossos contributos e as vossas opiniões.

3 comentários:

beta disse...

Ok camarada. Cá virei todos os dias! Á espera das noticias que não vejo nas tv's.
Boas Férias!

F. disse...

Isto não é literatura! Mark Deputter Director Artístico do Maria Matos escreveu-me isto:

"Finalmente, não posso deixar de lhe informar que apresentamos queixa-crime por causa do vídeo divulgado no seu blogue. Como Director do Teatro Maria Matos não posso deixar que os meus colegas do teatro sejam ameaçados, inclusive com uma referência à utilização de armas. É ilegal neste país ameaçar pessoas com o uso de armas."
Mark Deputter


Ao fim de uma semana recebi uma explicação formal e por escrito do Teatro Municipal Maria Matos. Não deixa de ser irónico que as únicas "armas" exibidas no vídeo sejam as fotografadas na aurora libertadora que foi o 25 de Abril.

Que pretende Mark Deputter com uma queixa-crime?

O meu dinheiro como indemnização?
O meu emprego como funcionário da Câmara Municipal de Lisboa?
A privação da minha liberdade?
Dar o seu contributo pessoal para a vitória do Pedro Santana Lopes?

Quer esgrimir argumentos em Tribunal?
Em troca de correspondência com Tiago Rodrigues, um dos criadores de "Pedro procura Inês" que dizem em nada se relacionar com este "Pedro procura Inês", tive o cuidado de acrescentar em post scriptum o seguinte:

"para que não haja mal entendidos, vou continuar a amplamente publicitar a peça "Pedro procura Inês" no blog "Pedro procura Inês".


A ideia não era ser eu a fazer publicidade a vocês?
Agora faço o quê? Chamo a TVI?

rafa hortaleza disse...

Estimado Pedro, me he hecho eco de la noticia del apoyo de Jose Saramago en mi blog. Desafortunamente creo que desde España no se percibe la dimensión de la incongruencia del Premio Nobel con esta acción. Te agradecería que te pasaras por allá y nos dejaras ( en portugues claro) tu visión sobre el asunto. Gracias.